Cacau e Seu Efeito na Prevenção de Doenças Crônicas Não Transmissíveis

CACAU

A alimentação e o estilo de vida desempenham papel fundamental na prevenção primária e secundária de várias doenças crônicas não transmissíveis, como alguns tipos de cânceres, doenças coronarianas, AVC e diabetes. Dietas ricas em legumes, verduras e frutas, ter hábito de fazer exercício físico, não fumar e a redução de peso, dentre outros fatores, podem mediar o efeito protetor vascular em parte por restaurar a função endotelial.

big_shutterstock_98978015

A semente de cacau é rica em polifenóis, em particular os flavonoides (catequinas e proantocianidinas), que têm ação antioxidante e podem melhorar quadros hipertensivos, doenças coronarianas, aumentar o colesterol HDL e neutralizar os radicais livres.

Os flavonóides podem levar à redução da pressão arterial pela modulação do sistema renina angiotensina aldosterona.

O cacau pode exercer ainda, um efeito benéfico sobre a saúde cardiovascular, pois pode melhorar a função plaquetária e sensibilidade à insulina, controlar pressão arterial, reduzir agregação plaquetária e atuar no sistema antioxidante. Ela possui um alto escore ORAC (Oxygen Radical Absorbance Capacity) e, quanto mais elevado o ORAC, maior é o poder antioxidante do alimento. Sendo assim, o cacau poderia ser utilizado como um adjuvante na dietoterapia das doenças cardiovasculares.

cacau-504x355

Estudos recentes mostram que o consumo diário de 450mg de flavonoides do cacau é capaz de melhorar a função endotelial em pacientes de risco para doenças cardiovasculares. Os flavonoides podem aumentar a síntese de oxido nítrico pelos vasos sanguíneos, aumentando o fluxo de sangue em áreas importantes, como cérebro, podendo fazer parte do tratamento para AVC e demência.

As sementes de cacau podem ser consideradas “Super Fruit” e produtos derivados de extratos de semente de cacau, como cacau em pó puro e chocolate escuro (amargo), como “Super Foods“.

Como obter os benefícios do cacau:

ESTUDIO 8º PALADAR COZINHA DO BRASIL

– Semente de cacau in natura (Nibs/Amêndoas)

cacau2

– Cacau em pó, de preferência orgânico

Chocolate.jpg

– Chocolate acima de 70% cacau

– Evitar chocolate ao leite e chocolate branco, ricos em açúcar e pobres em cacau.

Referências Bibliográficas:

Actis-Goretta L, Ottaviani JI, Fraga CG. Inhibition of angiotensin converting enzyme activity by flavanol-rich foods. J Agric Food Chem. 2006 Jan 11;54(1):229-34.

EFRAIM, P. et al. Revisão: Polifenóis em cacau e derivados: teores, fatores de variação e efeitos na saúde. Braz. J. Food. Technol. Preprint Series (2010) n. 448.

Heiss C, Keen CL & Kelm M. Flavanols and cardiovascular disease prevention. Eur Heart J (2010) 31, 2583–2592.

R Sansone, A Rodriguez-Mateos, J Heuel et al. Cocoa flavanol intake improves endothelial function and Framingham Risk Score in healthy men and women: a randomised, controlled, double-masked trial: the Flaviola Health Study. British Journal of Nutrition (2015), 114, 1246–1255.

SJ Crozier,  AG Preston, JW Hurst et al. Cacao seeds are a “Super Fruit”: A comparative analysis of various fruit powders and products. Chem Cent J. 2011; 5: 5.

Schewe T, Steffen Y, Sies H. How do dietary flavanols improve vascular function? A position paper. Arch Biochem Biophys. 2008 Aug 15;476(2):102-6.

 

Post elaborado pela Nutricionista parceira:

Thalita Pedroza – Nutricionista RJ

(21) 98083-9415

@thalitapedrozanutri

http://www.facebook.com/thalitapedrozanutri

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s