Alho e Cebola: o que estes temperos tem de bom? Por quê choramos ao corta-los?

Sabe aquele cheiro do alho e da cebola? Sabe quando você chora ao cortar estes alimentos? Então, é por um bom motivo, são os compostos organosulfurados presente nestes alimentos (mais especificamente a alicina e os glicosinolatos – composto volátil), eles são voláteis e ao corta-los você os libera.

Diversos estudos demostraram que estes compostos têm ação preventiva em doenças cardiovasculares, metabólicas (como: aterosclerose, hiperlipidemia, trombose, hipertensão e diabetes) e até determinados tipos de câncer como de bexiga, cólon, pâncres, etc, principalmente, por conta de sua atividade antioxidante.

Além disso, especialmente o alho, tem um grande e especial efeito antimicrobiano, anti-inflamatório, antibacteriano (tratamento de cáries em população carente sem acesso a medicamento) e antifúngico (tratamento de candidíase também em populações carente e sem acesso a medicamentos).  Neste caso, tem efeito especialmente na forma crua, pois o calor desfaz alguns destes compostos.

alho em azeite

Para que você tenha um melhor efeito pode utilizar alho e cebola em conserva de azeite e utiliza-lo, por exemplo, em saladas.